Síndrome de Tietze ou costocondrite

Costocondrite

Costocondrite (também chamada de síndrome costoesternal, síndrome da parede torácica, síndrome da parede torácica anterior, ou condrodínia paraesternal) é uma causa relativamente freqüente de dor torácica anterior.  Dor recorrente nas articulações costo-condrais (no centro do peito, onde as costelas se juntam ao esterno) é a principal queixa, e é geralmente desencadeada por certos movimentos do tórax, como extensão da coluna cervical ou tração posterior dos braços estendidos, pela palpação das articulações ou por tosse ou inspiração profunda.  O acometimento de mais de uma articulação é freqüente, principalmente da 2ª à 5ª articulação conto-condral e/ou costo-esternal.  As causas não são bem estabelecidas, mas a freqüente presença de uma história de tosse excessiva ou pequenos traumas sugere um processo mecânico simples, de traumas / sobrecarga gerando inflamação.

Síndrome de Tietze

A síndrome de Tietze é caracterizada principalmente por dores na parte superior do tórax, na região do esterno, geralmente entre a segunda e a terceira costelas. As dores, às vezes agudas, surgem por surtos, que podem parecer um beliscão, muitas vezes potencializado por certos movimentos.

Aqui há inchaço, dor espontânea e dor à palpação das mesmas articulações cartilaginosas da parede torácica anterior. Tietze pode ser distinguida da costocondrite por uma série de fatores: menor idade de início, predileção pela 2ª e 3ª articulação costo-condral, lesão unilateral ou única em mais de 70% dos pacientes e, principalmente, pela presença de edema (inchaço) local. Quando há mais de uma articulação acometida, elas tendem a ser vizinhas em um mesmo lado do tórax. O edema, a menor idade dos pacientes e o acúmulo anormal de contraste nas articulações à cintilografia sugerem uma natureza mais inflamatória na Síndrome de Tietze em comparação à costocondrite, mas aqui também as causas não estão bem estabelecidas.

Síndrome de Tietze ou costocondrite 1

Causas

Alguns fatores podem contribuir para o início da doença. Um golpe sofrido na área do tórax, desgaste ou inflamação da cartilagem, um traumatismo ligado a um movimento ou certos movimentos repetitivos pode contribuir para o início da síndrome de Tietze.

 Estas articulações podem também ser acometidas em doenças sistêmicas, como artrite reumatóide, artrite psoriática, espondiloartropatias, entre outras.

Sintomas

A manifestação clínica inicial é uma dor aguda no peito, em associação com o inchaço das cartilagens acometidas, facilmente detectáveis no exame físico. A dor pode ser similar a de um ataque cardíaco, podendo levar à hiperventilação, ataques de ansiedade, ataques de pânico e paralisia temporária. Esta doença é considerada benigna, embora muitas vezes seja debilitante, desaparecendo dentro de 12 semanas. Contudo, em muitos casos o quadro pode ser crônico.

Diagnóstico

O diagnóstico é feito basicamente por meio do exame físico e exclusão de outras patologias que apresentam sintomatologia semelhante. Alguns exames auxiliam no diagnóstico diferencial, como eletrocardiograma, radiografia torácica, ecografia e ressonância magnética.

Tratamento

Cursos breves de antinflamatórios, repouso e a aplicação local de calor são suficientes para a maioria dos pacientes. Infiltração local com corticóides e lidocaína (anestésico) ou bloqueio de nervo intercostal são indicados em alguns casos refratários.

Dor persistente pode se beneficiar de cursos curtos de pequenas doses de corticoides orais. Definir e evitar traumas ou exercícios repetitivos que possam estar provocando a situação. Exercícios de alongamento pareceram ajudar a evolução da costocondrite e da síndrome de Tietze.

Tipos de dor >
Lições das pessoas que nunca adoecem >

TEM ALGUMA DÚVIDA? Então deixe uma pergunta nos comentários abaixo, que será respondida.

O que causa a síndrome de Tietze?

A síndrome de Tietze é definida como uma condição benigna que leva à inflamação de uma ou mais cartilagens costais. Geralmente associado com esforço físico, doença reumatológica ou trauma.O estresse emocional pode ser um agravante para esta síndrome, mas não representa uma causa direta

O que causa a Costocondrite?

A maioria dos casos de costocondrite tem causa desconhecida. Contudo, para alguns casos, as causas são: Trauma no tórax, como um impacto de uma queda ou um acidente de carro; Esforço físico de alguma atividade, como levantamento de peso e exercícios extenuantes.

Compartilhe a informação
Tratamento Dor DF
Tratamento Dor DF

Clínica Salus Ortopedia, Fisioterapia e Acupuntura em Brasília / DF, atua principalmente no tratamento da dor. Temos médicos e fisioterapeutas especialistas. Acunpuntura. Ortotripsia, infiltrações, viscossuplementação com ácido hialurônico guiados por ultrassom.

No Comments

Escreva uma resposta ou comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *