Sedentarismo e suas consequências na dor

O hábito do sedentarismo

Pessoas sedentárias geralmente possuem um alto nível de dor devido a restrição articular e fraqueza muscular associadas. O sedentarismo refere-se à diminuição ou falta de qualquer atividade física. Esse quadro causa atrofias e perda de mobilidade, interferindo em qualquer rotina de atividades diárias.

Nesse contexto, existe uma área do conhecimento denominada “epidemiologia da inatividade física” – ou “do comportamento sedentário”. Ela é recente e teve um salto em seus estudos nas últimas três décadas.

Com a modernização, tivemos intenso aumento nas taxas de sedentarismo. Isso porque até mesmo as atividades rotineiras, como caminhar pelas ruas do bairro, não estão sendo realizadas. Essa situação ocasionou, também, a constatação profissional frente ao aumento de pacientes com quadro de dor lombar agudizada relacionada ao trabalho sentado.

Sedentarismo e suas consequências na dor 1

Seguem abaixo alguns exemplos das atividades sedentárias mais práticas pela população. Tais atividades, é claro, possuem um gasto energético muito baixo e aumentam o risco de obesidade. São elas:

  • Assistir televisão;
  • O uso contínuo de computadores;
  • Assistir aulas, trabalhar, estudar e jogar jogos online em uma mesa e na posição sentada.

As consequências e as “desculpas” relacionadas ao sedentarismo

Muitos órgãos da Saúde, alertam para o fato de que, somadas as disfunções articulares e musculares, os sedentários adquirem muitas patologias de ordem cardiovascular e respiratória – o que pode levá-los a óbito.

As pessoas deixam de praticar atividades físicas porque trabalham demais, têm afazeres domésticos e compromissos sociais. Elas não conseguem decretar um tempo da semana para a prática regular de exercícios e, além disso, existe o mito de que para ser considerado um “bom exercício”, ele deve ser intenso demais.

Devemos ter o objetivo de informar às pessoas que as atividades físicas de intensidade moderadas também proporcionam diversos benefícios para a saúde. Ainda, elas podem ser realizadas por qualquer pessoa, desde que exista uma disciplina e cuidado na execução do exercício.

Algumas pessoas até têm o hábito de fazer caminhadas em parques ou nas esteiras dos prédios aos fins de semana. O hábito do alongamento, porém, é bem difícil de se encontrar, haja visto a grande dificuldade observada neste aspecto dentro dos nossos consultórios.

Antigamente, imaginávamos que esta perda de “elasticidade” (outro nome atribuído a flexibilidade) se dava somente pela dificuldade da prática regular dos alongamentos. Além disto, a prática de exercitar o alongamento também pode ser inexistente mesmo que a pessoa pratique exercícios. Este hábito é pouco reconhecido e valorizado, embora seja imprescindível para a melhora de qualquer treino ou performance esportiva.

Nesse sentido, temos que o exercício físico e o alongamento podem ser muito úteis e acarretar uma série de vantagens para o bem estar do indivíduo.

Importância da atividade física >
Meditação no controle da dor >

TEM ALGUMA DÚVIDA? Então deixe uma pergunta nos comentários abaixo, que será respondida.

Compartilhe a informação
Tratamento Dor DF
Tratamento Dor DF

Clínica Salus Ortopedia, Fisioterapia e Acupuntura em Brasília / DF, atua principalmente no tratamento da dor. Temos médicos e fisioterapeutas especialistas. Acunpuntura. Ortotripsia, infiltrações, viscossuplementação com ácido hialurônico guiados por ultrassom.

No Comments

Escreva uma resposta ou comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *