Diabetes Mellitus compromete os ossos e eleva o risco de fraturas

O diagnóstico do diabetes já não é tão demorado quanto no passado mas, mesmo assim, muitas pessoas têm o problema e, às vezes, nem sabem. Outra coisa pouco falada é que a doença também pode comprometer a saúde óssea do indivíduo, além do fato de que ela potencializa o risco de fraturas. Além disso, a diabetes influencia negativamente também na cicatrização de feridas assim como na consolidação óssea pós-fraturas.

Diabetes e lesões ósseas

O diabetes compromete a saúde óssea e eleva o risco de fraturas porque muitos pacientes com a patologia, especialmente os de longa data, convivem com complicações. A doença ainda  pode ser responsável por diminuir a visão, o que potencializa os riscos de quedas. 

Alguns medicamentos  indicados para o tratamento também prejudicam a saúde óssea, como os glicocorticoides, e as glitazonas, por exemplo, que podem aumentar riscos de fraturas. 

Maus hábitos de vida prejudicam a saúde óssea

A osteoporose é um exemplo do que hábitos alimentares e estilo de vida sedentário podem causar na vida do indivíduo. O prejuízo ósseo pode ser grande, principalmente quando estes dois fatores estão aliados –  causando sérios danos à estrutura esquelética.

Os  nossos ossos sofrem com diversos tipos de impactos físicos e com diversas patologias como o diabetes mellitus, má-absorção intestinal e inflamatórias. Por isso a importância em manter uma vida mais saudável e uma alimentação mais adequada para se evitar complicações a nossa estrutura.

Quais os sintomas do diabetes?

O Ministério da Saúde apresenta oito sintomas do diabético. São elas:

  • Fome frequente;
  • Sede constante;
  • Vontade de urinar diversas vezes ao dia;
  • Perda de peso;
  • Fraqueza;
  • Fadiga;
  • Mudanças de humor;
  • Náusea e vômito.

Em caso de suspeitas, o médico deve ser consultado. Quando mais cedo o tratamento for iniciado, mais sucesso ele terá.

Como evitar o diabetes 

O diabetes pode ser evitado com mudanças de hábitos, como a prática de exercícios físicos e alimentação adequada, o conhecimento, neste caso, faz toda a diferença. 

  • Pratique atividades físicas.
  • Consuma alimentos ricos em fibras.
  • Perca o peso extra.
  • Consuma grãos integrais.
  • Opte por uma vida mais saudável.
  • Mantenha seus exames em dia.

Tratamento

A doença pode ser controlada por meio de medicações, exercícios físicos ou outras recomendações médicas. É possível conviver com a doença sem que a mesma traga problemas para o paciente, basta que o mesmo siga o tratamento médico recomendado. 

Caso haja necessidade, por enfraquecimento ósseo ou alguma lesão, o ortopedista poderá indicar tratamento com suplementação de cálcio e de vitamina D, exercícios físicos, com acompanhamento de fisioterapeuta

40 lições para seguir e viver melhor >

TEM ALGUMA DÚVIDA? Então deixe uma pergunta nos comentários abaixo, que será respondida.

Compartilhe a informação
Nutrição DF
Nutrição DF

Nutrição, nutrologia e performance física em Brasília / DF. Atendimento em clínica com bioimpedância de última geração, testes genéticos de alergia e intolerância e avaliação física completa. Equipe especializada, com preparador físico experiente, endocrinologistas, nutrologia, ortopedista e nutricionista esportivo.

No Comments

Escreva uma Mensagem ou Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *