Abordagem fisioterapêutica da pubalgia

A pubalgia é uma patologia autolimitante resultante de uma condição inflamatória dolorosa envolvendo os ossos púbicos, a sínfise púbica e as estruturas adjacentes. Pode ser secundária a traumas diretos e indiretos, caracterizada pelo quadro mais avançado por esclerose óssea da sínfise púbica.

O termo pubalgia também tem sido utilizado ao lado de diferentes termos na literatura como: osteíte púbica, síndrome do grácil, osteopatia dinâmica do púbis, síndrome do adutor pélvico e dor inguinocrural do futebol.

Tratamento fisioterápico

Iniciado com repouso e aplicação de compressas geladas na virilha, durante 7 a 10 dias. Além disso, nestes primeiros dias, o médico pode ainda receitar o uso de remédios anti-inflamatórios, para aliviar a dor e reduzir o inchaço da região afetada.

A abordagem fisioterapêutico

A fase de reabilitação pode ser dividida em:

  • Fase aguda – repouso, gelo e ultrassom;
  • Fase de reabilitação – onde inicia-se um treino aeróbico, fortalecimento muscular global e alongamentos;
  • Fase de retorno ao esporte – trabalha-se a propriocepção específica e dependendo da evolução, o retorno total ao esporte/atividades cotidianas.

O prognóstico de recuperação é de bom a excelente, com índice de sucesso compreendido entre 90% a 95%. O tempo médio de recuperação completa da lesão em um tratamento conservador (medicação e fisioterapia) encontra-se acima dos 30 dias. Em média, a recuperação total dura em média 9,5 meses nos homens e 7 meses nas mulheres.

Abordagem fisioterapêutica da pubalgia 1

Objetivos

As diretrizes básicas do tratamento fisioterapêutico na pubalgia são:

  • Controlar o processo inflamatório e a dor;
  • Fornecer equilíbrio entre os grupos musculares;
  • Readaptar o atleta para sua atividade esportiva.

O objetivo geral do tratamento é conseguir recuperar a amplitude de alongamento dos músculos encurtados e reforçar os tendões e pontos de inserção.

É preciso melhorar a flexibilidade de todos os músculos envolvidos direta e indiretamente com o púbis: isquiotibiais, retofemoral, iliopsoas, adutores, rotadores externos de quadril e quadrado lombar.

Também é preciso corrigir os possíveis desbalanceamentos de forças criados pelo futebol como na relação entre abdutores do quadril X adutores e rotadores internos de quadril.

O sucesso do tratamento está na postura prolongada, pois os músculos em tensão durante alguns minutos de forma constante, entram em fadiga e abandonam sua tensão excessiva. Dessa forma a bainha do músculo, a partir desse momento, pode ser alongada para que o músculo recupere seu comprimento.

É fundamental nesse processo de reabilitação seguir o programa de posturas, sendo que o primeiro passo é relaxar os músculos isquiotibiais e neutralizar a lordose lombar antes de trabalhar o psoas, adutores e abdominais.

Principais exercícios na reabilitação fisioterápica

Normalmente, durante as sessões de fisioterapia para pubalgia, são feitos exercícios que ajudam a fortalecer os músculos do abdômen e da coxa como:

Exercício 1

  1. Deitar de barriga para cima;
  2. Colocar uma bola de futebol entre os pés;
  3. Pressionar os pés para tentar amassar a bola;
  4. Cada pressão deve durar 30 segundos e ser repetida 10 vezes.

Exercício 2

  1. Deitar de barriga para baixo;
  2. Posicionar as mãos na cabeça;
  3. Elevar o peito do chão;
  4. Fazer 5 séries de 10 repetições.

Exercício 3

  1. Deitar de lado no chão;
  2. Dobrar a perna de cima e apoiar o pé dessa perna no chão;
  3. Elevar a perna de baixo do chão, sem dobrar o joelho; 
  4. Repetir o movimento 10 vezes.

Cuidados e restrições com o paciente

Durante a fase aguda é importante respeitar a dor do paciente, por isso os exercícios de fortalecimento e alongamento devem ser realizados dentro da piscina terapêutica em sessões de hidroterapia.

Conforme a dor e inflamação forem sendo controladas, os exercícios em solo podem ser realizados, porém também respeitando o limite de dor.

Ao utilizar o ultrassom para controle do processo inflamatório na fase aguda, utilizar no modo pulsátil.

O retorno à prática esportiva deve ser lento e gradativo.

Agendar um tratamento >
10 dúvidas respondidas sobre lombalgia >
Pubalgia no esporte >

TEM ALGUMA DÚVIDA? Então deixe uma pergunta nos comentários abaixo, que será respondida.

Fisioterapia Brasília DF
Fisioterapia Brasília DF

Clínica Salus Ortopedia, Fisioterapia e Acupuntura em Brasília / DF. Tratamentos fisioterápicos completos, com reeducação postural global (RPG), quiropraxia, acupuntura e Pilates. Possuímos protocolos exclusivos baseados na análise do movimento e dinamometria. Tratamentos com ortotripsia, procedimentos de infiltração, viscossuplementação com ácido hialurônico e bloqueios para tratamento da dor guiados por ultrassom.

No Comments

Escreva uma Mensagem ou Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *